Terra à Vista

O que fazer em Curitiba

Terra à Vista
O que fazer em Curitiba
11/02/2020
Autor Comandante

O que fazer em Curitiba: sugestão de 10 programas!

  1. Passeio pela Feirinha do Largo da Ordem

Endereço: Cavalo Babão – R. Kellers, s/n° – São Francisco.

Horário de funcionamento: todo domingo, a partir das 9h.

Foto: Gazeta do Povo

O Centro Histórico é um lugar que não pode passar batido na lista dos visitantes. Além de construções históricas, mesquitas e bares diversos, a Feirinha do Largo da Ordem é um programa bem típico de domingo e você precisa fazer!

Dica: acorde cedo, pois as barracas abrem às 9h e você poderá conferir tudo com calma. Ela costuma ficar bem cheia. 

Além de artesanatos, lembrancinhas, discos de vinil, livros e outros produtos, uma boa pedida é parar na barraca dos pastéis com caldo de cana para um café da manhã reforçado – e tipicamente curitibano. 

Motivos para ir à Feirinha não faltam. Olha só: 

- Há mais de mil barracas;

- A localização é ótima e facilita outros passeios;

- O Largo é uma região histórica, coração da cidade;

- É possível ir ao Memorial da Cidade a pé;

- O espaço também reúne diversos artistas locais e é possível que você passe por alguma apresentação que esteja acontecendo pelas ruas;

- Você pode aproveitar para tirar uma foto no lindo Relógio das Flores;

- No setor histórico é possível pegar a Linha Turismo (vamos falar melhor dela ainda neste artigo). 

  1. Se encantar com o Parque Barigui

Endereço: Av. Cândido Hartmann, s/n° Bigorrilho.

Horário de funcionamento: o parque não é fechado, mas o Museu do Automóvel funciona das 13h30 às 16h45, de terça a sexta, e nos fins de semana (ou feriados), das 10h à 12h e das 13h30 às 17h45.

Foto: Monique Renne

Dias de sol pedem passeios ao ar livre, sombra e água fresca. Quando o assunto são parques, Curitiba tem uma enorme variedade, mas é o Parque Barigui que deve estar entre as principais opções da lista sobre o que fazer em Curitiba.

Além de ser um importante ponto turístico, é também uma grande área de preservação natural da região central da capital. Bosques ajudam a regular a qualidade do ar e seu extenso lago auxilia na contenção de enchentes do Rio Barigui. 

Somado à linda vista, o parque oferece diversas opções de lazer, como pistas de caminhada, restaurantes, lanchonetes, academias ao ar livre, ciclovias, canchas esportivas, parquinhos e churrasqueiras.

Quando o assunto é estrutura, existem sanitários públicos e pagos, além de estacionamento e uma estação para aluguel de bicicletas. 

Se você gosta de carros antigos, aproveite a parada para ir até o Museu do Automóvel, que fica nas dependências do parque. Lá você encontra mais de 150 modelos de carros antigos.

As sombras também são convidativas para fazer aquele piquenique com a galera. Não se assuste se você avistar uma capivara no rio, esse é o habitat delas e o bichinho é quase um símbolo da curitibanice. 

Curiosidade: o nome do parque, Barigui, é de origem indígena e significa “rio do fruto espinhoso”, referência às pinhas das araucárias. 

  1. Conhecer restaurantes tradicionais da cidade

Os endereços e horários de funcionamento das unidades podem ser conferidos no site do Grupo clicando aqui.

Foto: Divulgação

Curitiba tem uma grande e diversificada quantidade de deliciosos restaurantes. Se você deseja viver uma experiência saborosa e única, os endereços do Grupo Victor são uma ótima escolha. Com 50 anos de tradição, o Grupo conta com quatro opções de estabelecimentos que servem almoço e jantar.

São elas: Bar do Victor, no bairro São Lourenço; Petiscaria do Victor, em Santa Felicidade; Bistrô do Victor, no Mossunguê, e Praça do Victor, no Bigorrilho.

Sabe por que você deve incluir um deles na sua lista sobre o que fazer em Curitiba? Listamos alguns motivos:

- O restaurante é tradicional na cidade quando o assunto são frutos do mar;

- Todos os pratos com peixe contam com um tempero secreto;

- O Bar do Victor já foi vencedor no Prêmio Bom Gourmet;

- O cardápio é democrático e tem variedades para quem come carne ou é vegetariano;

- A casa tem uma carta de vinhos do mundo inteiro e conta com títulos próprios.

Há pratos bem servidos para duas pessoas, como o bacalhau da casa, mas você também pode optar por uma porção individual de risoto de camarão e as crianças podem se deliciar com o cardápio kids.

Dica: dá para brincar com os pequenos na hora de fazer o pedido, já que os pratos contam com nomes temáticos como o Jack Marinheiro, feito de filé de peixe grelhado, massa na manteiga e legumes, ou o Hambúrguer de Siri — que lembra a comida do restaurante Siri Cascudo, na animação Bob Esponja.

  1. Pausa no Mercado Municipal

Endereço: Av. Sete de Setembro, 1865 – Centro.

Horário de funcionamento: terça a sábado, das 8h às 18h. Domingo, das 8h às 13h (restaurantes até as 15h). Segunda, facultativo, das 8h às 14h.

Foto: D&DMundoAfora

Quem disse que mercados não podem entrar nos programas legais de o que fazer em Curitiba? Com 60 anos de tradição, o Mercado Municipal é o lugar perfeito para fazer uma pausa, tomar um café e comprar diversas delícias, como queijos, castanhas, frutas e legumes.

O espaço conta ainda com um setor apenas de orgânicos e uma programação constante de eventos. 

Que tal experimentar pratos típicos do Paraná? Lá você encontra opções clássicas como carne de onça, barreado e pão com bolinho. Uma delícia!

  1. Um momento zen na Unilivre

Endereço: R. Victor Benato, 210 – Pilarzinho.

Horário de funcionamento: todos os dias, das 8h às 18h.

Foto: Daniel Castellano / SMCS

Como diz o ditado em latim “Carpe Diem”, é preciso aproveitar o dia. Não deixe de visitar a Universidade Livre do Meio Ambiente, no Pilarzinho, se você adora uma vibe mais tranquila.

O lugar é lindíssimo, arborizado, com uma pedreira muito bonita, um lago e conta com escadas que dão acesso a um mirante bem legal para ter uma vista panorâmica na natureza – e tirar lindas fotos. 

Um ponto perfeito para desconectar, recarregar as energias (e turistar mais um pouco, obviamente), respirar ar puro e quem sabe até meditar.

O bosque, que fica na universidade, conta com mata nativa e é um lugar para aprender um pouco mais sobre o meio ambiente na prática. 

Depois de apreciar a natureza e relaxar, você pode aproveitar o espaço e comprar um presente para você ou para alguém especial. Na Unilivre tem uma loja de lembrancinhas típicas para levar um pedacinho de Curitiba na bagagem. 

  1. Tour na Linha de Turismo

Indeciso sobre qual ponto turístico de Curitiba visitar? Pois a Linha Turismo é a opção ideal para você – além de ser um programa super tradicional na hora de escolher o que fazer em Curitiba!

Foto: Foca na Folga

O tour funciona de terça a domingo, das 9h às 17h30. A operação na segunda-feira depende de feriados nacionais e período de férias escolares, então quem visita a cidade nesse dia precisa confirmar o funcionamento com a Prefeitura.

O ponto de partida fica na Praça Tiradentes, no Centro, e a cada 30 minutos você consegue embarcar. No entanto, o passeio pode ser iniciado em qualquer um dos 23 pontos que são paradas da Linha. 

O trajeto passa por 23 pontos da cidade, ou seja, é para turistar mesmo! Sabe aquela selfie no Jardim Botânico? Você pode fazer uma parada lá e ainda tem direito a embarques ilimitados nos outros pontos, por um período de 24 horas. 

Previna-se, pois, por enquanto, o pagamento só pode ser feito em dinheiro. Crianças de até 5 anos não pagam ingresso.

Para mais informações, ligue para o Disque Turismo, serviço da Prefeitura de Curitiba, no (41) 3350-6456, ou baixe o app Curitiba 156. No site da Linha Turismo, você consegue acessar o itinerário completo e os horários em cada ponto. Confira: https://turismo.curitiba.pr.gov.br/conteudo/linha-turismo/10

  1. Cultura no Museu Oscar Niemeyer

Endereço: Rua Marechal Hermes, 999 – Centro Cívico.

Horário de funcionamento: segunda a domingo, das 10h às 18h.

Foto: Divulgação MON

O MON, carinhosamente conhecido como Museu do Olho, é uma parada obrigatória em Curitiba. Além de ser um dos principais cartões-postais da cidade, abriga importantes produções artísticas nacionais e internacionais, somando aproximadamente 7 mil obras nas áreas de artes visuais, design e arquitetura. 

Maior museu de arte da América Latina, oferece exposições permanentes e uma variada programação de mostras temporárias. 

Além do passeio pelo museu, é possível aproveitar a loja, com uma interessante seleção de livros, objetos de design e produtos especiais, e ainda fazer uma pausa no café. 

O Museu Oscar Niemeyer conta com visitas guiadas, oficinas e exposições para apreciar sozinho ou com a criançada. Às quartas-feiras, a entrada nas exposições é gratuita. 

Há alguns barzinhos que ficam nos entornos do museu e o pôr-do-sol costuma ser muito bonito por lá. 

Se você estiver com os pequenos, aproveite para levar um lençol e uma cestinha de frutas, pois o Parcão, gramado que fica logo atrás do museu, é ótimo para fazer um piquenique ou uma pausa no passeio. 

  1. Museu da Vida

Endereço: Rua Jacarezinho, 1961 – Mercês.

Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 8h às 18h, e nos fins de semana e feriados, das 10h às 19h.

Foto: Tripadvisor gabrielctba 

O que fazer em Curitiba quando a ideia é unir cultura, educação, ciência e ainda fazer um passeio divertido com os baixinhos? O Museu da Vida é uma opção que não pode faltar no seu roteiro!

Lúdico, cultural e interativo essas são algumas características do espaço que oferece explicações do início da vida de uma pessoa, desde o momento da fecundação até a estadia na barriga da mãe que acaba no parto. Uma forma diferente e criativa para contar a história da sementinha, mas em um tom mais realista. 

Se as crianças cansarem das explicações sobre o corpo humano, vida e morte (é um pouco difícil, mas vai que acontece), os responsáveis podem conferir as interações enquanto os pequenos brincam, pois o museu também conta com opções como pular cordas e brincar de bambolê.

Gostou da ideia? Mais legal ainda é saber que a entrada é GRATUITA e que não precisa pagar estacionamento.

  1. Cineminha barateza

Você sabia que uma das opções mais legais e barateza (às vezes de graça) na lista de o que fazer em Curitiba é o cinema? 

Foto: curitibacvb

Na Cinemateca ou no Cine Passeio, que são espaços associados à Fundação Cultural de Curitiba, você consegue pegar uma sessão de cinema com precinho amigo!

Alguns ingressos são gratuitos (conforme a programação) e a média da entrada paga varia entre R$ 6 e R$ 16.

Os dois lugares podem receber eventos na programação, exibições de festivais e ficam próximos às áreas culturais da cidade.

Os filmes da Cinemateca geralmente são documentários ou longas do cinema cult e a programação pode ser acessada no site da Fundação Cultural de Curitiba (www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br/espacos-culturais/cinemateca-de-curitiba/). Já a programação do Cine Passeio é mais diversa e está disponível no site www.cinepasseio.org.

O Cine Passeio tem um terraço interessante para apreciar a vista e uma cafeteria onde as pessoas podem usar o Wi-Fi, curtir a carta italiana de cafés e comer docinhos típicos de Portugal (com as receitas originais e fabricação de um português).

Se você ama cultura, arte e cinema, esses lugares precisam estar na sua lista de o que fazer em Curitiba. 

  1. Jardim Botânico

Endereço: R. Engenheiro Ostoja Roguski Jardim Botânico.

Horário de funcionamento: segunda a domingo, das 6h às 19h30 no inverno e das 6h às 20h no verão.

Jardim das Sensações: de terça a sexta, das 9h às 17h.

Foto: Ademilar

Cartão-postal da cidade, o Jardim Botânico é um lugar para visitar com calma.

Construído em uma área protegida, o parque é conhecido pelas estufas de vidro com plantas nativas da Mata Atlântica.

Aliás, a natureza é algo abundante neste lugar, que oferece áreas propícias para lazer, piquenique e caminhadas. O local conta com um rio onde você consegue ver peixes coloridos e tartarugas.

Vale a pena visitar o espaço de pesquisa do Museu Botânico, que conta com exposição de flores como orquídeas, além de informações sobre as árvores nativas. Esse é um espaço que tem o quarto maior herbário do país. Ao todo, o visitante consegue ver cerca de 400 mil plantas secas que fazem parte da coleção botânica.

O local tem explicações sobre a flora paranaense também, já que esse é o foco do centro de pesquisa.

Dentro do parque você encontra o Jardim das Sensações, onde é possível testar todos os sentidos. Ao longo do jardim, há várias espécies de plantas e, para uma experiência mais intensa, o turista pode vendar os olhos ao tentar identificar as espécies pelo cheiro ou pelo toque. Há placas que explicam a origem das plantas e suas características.

Agora que você sabe um pouco mais sobre as opções para desbravar Curitiba, faça seu roteiro, anote as dicas e convide quem você gosta para viver essas experiências. 

Gostou do roteiro? Que outros pontos você colocaria na sua programação de o que fazer em Curitiba? Deixe aqui seu comentário!


TAGS: #o que fazer em Curitiba #Restaurantes Victor #passeio em curitiba #tradicional

Faça sua reserva e garanta uma experiência em um dos restaurantes mais tradicionais da cidade!

Em breve responderemos com a confirmação.

Relacionados

O que fazer em Curitiba

postado por Comandante, 11 de fevereiro de 2020

Passeios tradicionais em Curitiba para fazer gastando pouco

postado por Comandante, 07 de fevereiro de 2020

Faça sua reserva!

Reservas somente pelo telefone:

(41) 3273-4444